19 de fev de 2011

A Fantástica LEI DE OHM

Lei de Ohm

A relação fundamental entre as grandezas eléctricas intensidade da corrente, diferença
de potencial e resistência, foi descoberta por Georg Simon Ohm. Tanto a relação, como a
unidade de resistência, receberam o seu nome, em homenagem à sua contribuição para
a Física. Uma afirmação da lei de Ohm é que a intensidade da corrente que atravessa
uma resistência é proporcional à diferença de potencial nos seus terminais.
Estas grandezas podem ser de difícil compreensão, pois não são directamente
observáveis. Para clarificar estes termos, algumas pessoas recorrem a analogias entre os
circuitos eléctricos e canalizações de água. Contudo, nem a corrente eléctrica é um fluído,
nem os electrões se movimentam livremente no circuito: apesar da propagação de
energia se dar a velocidades próximas da velocidade da luz, os electrões avançam
lentamente no circuito, apenas alguns milímetros por segundo.

A lei de OHM é uma fórmula matemática que estabelece a relação entre as três
grandezas fundamentais da eletricidade: a corrente, a resistência e a tensão (tensão : também
conhecida como diferença de potencial.
As grandezas elétricas são representadas por símbolos (letras), veja a seguir:

Grandeza Símbolo Unidade

tensão U ou V Volt (V)
corrente I Ampère (A)
resistência R Ohm (Ω)
potência P Watts (W)

As informações desta tabela, são de extrema importância e o interessado em aprender
os segredos da eletrônica deve saber utiliza-las corretamente.
Enunciando a lei de OHM:

TENSÃO:
A diferença de potencial entre os terminais de um circuito é igual ao produto da
resistência desse circuito pela intensidade da corrente elétrica que passa por tal circuito.
Exemplo prático: Num circuito elétrico, uma corrente de 2 ampères ao passar por um resistor
de 10 ohm, provoca uma diferença de potencial elétrico de 20 volts sobre esta resistência.
Veja como fica a representação da lei de OHM atravéz de uma fórmula matemática:
V = R . I

CORRENTE:
A intensidade da corrente elétrica que percorre o circuito é igual à divisão da diferença
de potencial entre os terminais desse circuito pela resistência que esse circuito apresenta à
passagem da corrente elétrica.
Exemplo prático: Num circuito, quando aplicamos uma diferença de potencial (tensão) de 20
volts sobre os terminais de uma resistência de 10 ohm, provoca uma corrente elétrica de 2
ampères.
Veja como fica a representação da lei de OHM atravéz de uma fórmula matemática:
I = V / R

RESISTÊNCIA:
A resistência que um circuito, apresenta a passagem da corrente elétrica é igual à
divisão da diferença de potencial (tensão) entre os terminais desse circuito pela intensidade da
corrente que por ele passa.
Exemplo prático: Num circuito em que aplicamos uma diferença de potencial de 20 volt e
medimos uma corrente elétrica de 2 ampère, obtemos uma resistência a passagem da
corrente de 10 ohm.
Veja como fica a representação da lei de OHM atravéz de uma fórmula matemática:
R = V / I

POTÊNCIA:
Existe ainda uma grandeza que é muito utilizada em eletrônica, não faz parte da lei de
OHM mas está ligada diretamente a ela. É a potência elétrica. Saber qual a potência elétrica na
dissipação de calor dos componentes eletrônicos e seus circuitos é de extrema importância
para o bom funcionamento dos mesmos.
A potência elétrica é igual ao produto da tensão pela intensidade de corrente que
percore a resistência. Estas fórmula são utilizadas com frequência na elaboração de circuitos
elétricos e eletrônicos.


Exemplo prático: Num circuito, onde aplicamos uma diferença de potencial de 20 volts e
obtemos uma corrente elétrica de 2 ampères, produzimos uma potência elétrica de 40 watts.
Teoricamente nosso circuito formado pela resistência de 10 ohm teria que suportar uma
potência de 40 W.
Veja como fica a representação atravéz de uma fórmula matemática:
P = V . I

40=20x2





Nenhum comentário:

Postar um comentário